Impactar ou o acto ou efeito de criar impacto

O ser humano durante todo o seu percurso existencial, indiferente ao meio e ao seu semelhante vive recluso no seu universo pessoal. O simples acto de nascer para a vida cria-lhe obstáculos físicos e uniões efémeras. Primeiro inconsciente e puro absorve a energia cósmica que imana da natureza. Depois cresce e desenvolve-se envolto numa névoa de permanente individualismo. Os ensinamentos são aqueles que foram criados pelos homens para servirem os mesmos. Vivenciar e usurpar parecem ser lemas ocultos usados para obstruir as mentes de todos aqueles que pretendem ascender a um nível espiritual libertador.

.../...

A espiritualidade é essa chama oculta que todos possuímos mas que ignoramos, uma chama que nos conduz nos recantos da mente e nos encaminha para um longo percurso de crescimento.

.../...

Enquanto seres intrinsecamente sociais, estranhamente, procuramos criar impacto nos “outros” quer pelas nossas atitudes, quer nas nossas criações ou desempenhos, porém ignoramos a importância que tem “impactarmo-nos”, criarmos impacto sim, na nossa personalidade através do auto-reconhecimento das nossas capacidades e nunca pelo reconhecimento exterior, dos outros.

.../...

O Positivismo alimenta-se de miríades de acontecimentos quotidianos. O comum dos mortais, o homem, vive indiferente das pequenas dádivas da natureza, do homem e mesmo dos sonhos.

.../...

Para consultar o texto integral pode descarregá-lo neste link