Positivismo… A essência

 
Num mundo conturbado e poluído de indiferença, o ser humano è relegado ao nível do ser objecto. Uma ferramenta usada, substituída e esquecida.

O ser humano desumanizou-se qual contra-senso da natureza. Passou a ser um bem perecível e dispensável quando perdeu a viabilidade económica e social.
A sociedade económica e a sociedade humana sendo dos entes miscíveis a sua relação resulta numa promiscuidade indiscutível de falsos valores.
A essência do ser humano tal como a essência do Positivismo, assenta num único plano de harmonia, vivência, conciliação e adaptação consigo próprio e com a natureza.
Sendo o ser humano um misto de ordem e caos, cabe a cada um “per si”, determinar o percurso da sua existência sem que para isso precise de colidir com os demais que o rodeiam e com a natureza que o sustém. Desta forma, harmonizando a sua existência com o meio e com todos aqueles que nos são próximos, criamos um Circulo de Luz que nos elevará ao pilar seguinte da nossa existência. Em direcção à verdadeira existência do Positivismo… Viver!

Nenhum comentário: